Resultados das avaliações de curso por ano

Avaliações de 2015

Avaliações de 2016


Índice Geral de Curso da Instituição - IGC:

Calculado desde 2007, o IGC sintetiza em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) das instituições de ensino superior. Os cursos são avaliados no ano do cálculo e nos dois anos anteriores, sempre fazendo referência a um triênio, e abrangendo todas as áreas de avaliação, ou todo o ciclo avaliativo.  A metodologia de mensuração do IGC é instituída em uma escala de cinco pontos (1-5), podendo ser confirmada ou alterada pelo Conceito Institucional (CI), que é obtido a partir da avaliação in loco feita pelo MEC.No que se refere à graduação, o indicador utiliza o Conceito Preliminar  (CPC) dos cursos, e sobre a pós-graduação, é utilizada a Nota Capes, que expressa os resultados da Avaliação dos Programas de Pós-graduação, realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Em 2015, o Inep divulgou que a Universidade de Brasília atingiu o IGC máximodo Ministério da Educação (MEC), de acordo com sua avaliação do ano de 2014.  A tabela abaixo demonstra a evolução do IGC da UnB, considerando o período de 2007-2014.

Ano 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
IGC 4 (3,78) 4 (3,89) 4 (3,86) 4 (3,91) 4 (3,88) 4 (3,88) 4 (3,94) 5 (4,05)

Fonte: Decanato de Ensino de Graduação

Esses resultados evidenciam o grau de esforço que servidores da instituição vêm empregando nos últimos dez anos para a melhoria da educação superior, haja vista que a qualidade do ensino da universidade teve uma expansão positiva desde 2012. 


Posições em Rankings (atualizado 01.03.2016)

 

Ranking Web of Universities:  iniciativa do Cybermetrics Lab, um grupo de pesquisa pertencente ao Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) que avalia conteúdos disponibilizados na internet.

Metodologia: São analisados, por exemplo, a presença e o impacto da instituição na web, bem como iniciativas para ampliar a comunicação interna e externa sobre o conhecimento científico. De acordo com o Cybermetrics Lab, entre os objetivos da pesquisa estão estimular a publicação na rede e apoiar iniciativas que ampliem o acesso eletrônico a publicações científicas e a outros materiais.

  Brasil   América Latina   Mundo
USP USP Harvard
Unicamp UNAM Sanford
UFRJ Unicamp MIT
UFGRS UCh 49º USP
UFSC UBA 194º Unicamp
UFMG UFRJ 302º UFRJ
UnB UFRGS 326º UFRGS
UFPR UFSC 382º UFSC
UFF UFMG 398º UFMG
10º Unifesp 10º UnB 426º UnB

 Fonte: 

Link para a matéria: http://unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=9880


Quacquarelli Symonds (QS) World University Ranking: é um sistema de classificação internacional que permite aos estudantes obter um quadro amplo das características de diversas instituições de ensino superior e compará-las.

Metodologia:Na metodologia utilizada pela QS para o ranking mundial, o indicador de reputação acadêmica tem a maior carga na pontuação e responde por 40% do total. Os outros parâmetros adotados são reputação dos empregadores (10%), proporção de docentes por alunos matriculados (20%), citações por faculdade (20%), presença de estudantes internacionais (5%) e presença de professores e pesquisadores estrangeiros (5%).

Posição Instituição
143º Universidade de São Paulo (USP)
195º Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
323º Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
451-460º Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
481-490º Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
491-500º Universidade de Brasília (UnB0 e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

 Fonte: QS World University Rankings® 2015/16

Link para a matéria: http://unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=9634


Quacquarelli Symonds (QS) Universities Rankings: Latin America: Classifica as 300 melhores universidades da America Latina

Metodologia: Na metodologia utilizada pela QS para o ranking da America Latina, o indicador de reputação acadêmica responde por 30% da avaliação total. Os outros parâmetros adotados são reputação dos empregadores (20%), proporção de docentes por alunos matriculados (10%), citações por instituição (10%), citações por docentes (10%), proporção de docentes com doutorado (10%) e impacto na internet (10%).

Posição Nota Instituição
100 Universidade de São Paulo
98,4 Universidade Estadual de Campinas
97,0 Pontificia Universidad Católica de Chile
95,9 Universidad de Chile
95,1 Universidade Federal do Rio de Janeiro
94,9 Universidad Nacional Autónoma de México
94,4 Universidad de los Andes
90,0 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
86,7 Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey
10º 85,0 Universidade de Brasília

Fonte: QS University Rankings: Latin America 2015

Link para a matéria: http://unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=9481


Ranking Universitário Folha (RUF): desenvolvido pelo jornal Folha de S. Paulo e anunciado anualmente desde 2012

Metodologia: Entre os critérios de avaliação, são levados em consideração a produção acadêmica, a qualidade do ensino, os dados do Ministério da Educação e as pesquisas de opinião.

Folha

Fonte: Ranking Universitário Folha 2015

Link para a matéria: http://unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=9629


Prêmio Melhores Universidades Guia do Estudante 2015: A editora Abril, há onze anos, premia as melhores entidades de ensino superior do país por meio do Guia do Estudante (GE).

Metodologia: A pesquisa classifica os cursos em bons (3 estrelas), muito bons (4 estrelas) e excelentes (5 estrelas), com base na avaliação de professores e coordenadores de cursos. 

 

pqcursos estrelados1

A lista de cursos avaliados pode ser vista no site do Guia. O Guia do Estudante também estabeleceu o ranking das melhores universidades públicas e privadas da região Centro-Oeste, onde a UnB foi considerada a melhor universidade pública da região.

Link para a matéria: http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=9709

ATENÇÃO O conteúdo dos artigos é de responsabilidade do autor e expressa sua visão sobre assuntos atuais. Os textos podem ser reproduzidos em qualquer tipo de mídia desde que sejam citados os créditos do autor. Edições ou alterações só podem ser feitas com autorização do autor.